terça-feira, 6 de setembro de 2011

Proclamação anónima que circulou em Lisboa na sequência dos contínuos roubos dos franceses mesmo depois da capitulação (c. 6 de Setembro de 1808)



Portugueses:

Que é isto! Ainda não conheceis os franceses, acreditais o que eles dizem! Publicam sim intrigantes até à morte, que a Capitulação é feita como eles a quiseram; intentam porém esta mentira, encaixotando publicamente o que não é seu (mas que tanto importa deixá-lo assim e como nos lugares em que estava e há de ficar), para vos fazer suspeitar que a Inglaterra e o Governo português não cuidam fiel e zelosamente dos nossos interesses; mas se os partidistas dos protectores assim o dizem haverá português honrado e sensato que os não despreze e desminta.
Vede que a Inglaterra verte o seu sangue para nos dar a liberdade, abundância e paz; os protectores derramavam o nosso para nos roubarem. Eis a distância que vai do pequeno ao grande, do dia à noite, do inimigo ao amigo.
Este amigo, este grande, este nobre é quem trata a nossa causa; confiai nele, esperai decerto venturas, honra e glória. A Capitulação será feita com generosidade e com justiça - será portanto digna dos Generais britânico e português, será justa, decorosa e aplaudida.




Sem comentários:

Enviar um comentário