terça-feira, 6 de setembro de 2011

Carta do General Dalrymple ao General Bernardim Freire de Andrade (6 de Setembro de 1808)




Quartel-General, Oeiras, 6 de Setembro de 1808.


Senhor:

Tive a honra de receber o ofício de Vossa Excelência, e espero que não considerareis que seja qualquer falta de respeito pessoal se não entrar com Vossa Excelência em discussões de pontos que penso que apenas estou inclinado a explicar ao governo do país.
Como, contudo, estou bem consciente das calúnias que têm sido disseminadas noutras nações, tanto pelo inimigo ou pelos seus agentes, como por indivíduos que privadamente visam a política dilatada e liberal do Rei, a minha questão, tendo sido calculada para desapontar, e como estou em consequência plenamente persuadido da justiça das observações de Vossa Excelência relativas aos sentimentos semelhantes que são cogitados em Portugal, apresso-me a garantir a Vossa Excelência, e farei uso dos meios necessários para dar publicidade à garantia, de que sirvo em Portugal como o Comandante em Chefe duma força agindo em aliança com o Soberano deste país; e, portanto, considero-me obrigado, por dever e honra, tanto quanto o meu julgamento e habilidades se estenda, a prestar tanta atenção como vós próprio aos interesses do Príncipe Regente, à dignidade e à segurança do seu Governo, e ao bem-estar da nação que ele é o legítimo governante.
Em relação às objecções que Vossa Excelência faz àquela parte do Tratado que diz respeito às extracções, não me ocorreu, nem agora me ocorre, que pudessem ser melhor concebidas. O nominal Duque de Abrantes não é o guardião dos interesses do Príncipe Regente; e, se é necessária alguma garantia das vistas puras e desinteressadas do Soberano que tenho a honra de servir, não penso que seria através das estipulações de um tratado com aquele General que tal pudesse mais apropriadamente ser transmitido.

Hew Dalrymple

[Fonte: Copy of the Proceedings upon the Inquiry relative to the Armistice and Convention, &c. made and conclued in Portugal, in August 1808, between The Commanders of the British and French Armies, London, House of Commons Papers, 31st Jannuary 1809, pp. 208-209 (doc. 111). Existe uma outra transcrição do original inglês, juntamente com a respectiva tradução em português, in Luís Henrique Pacheco Simões (org.), "Serie chronologica da correspondencia diplomatica militar mais importante do General Bernardim Freire de Andrade, Commandante em Chefe do Exercito Portuguez destinado ao resgate de Lisboa com a Junta Provisional do Governo Supremo estabelecido na cidade do Porto e o Quartel General do Exercito Auxiliar de S. Magestade Britanica em Portugal", in Boletim do Arquivo Histórico Militar - Vol. II, 1931, pp. 3-77, p. 42 (doc. 84)].

Sem comentários:

Enviar um comentário