domingo, 28 de agosto de 2011

Carta do General Bernardim Freire de Andrade ao General Dalrymple (28 de Agosto de 1808)



Ilustríssimo e Excelentíssimo Senhor:

Quando Vossa Excelência me participou a Convenção de 22 do corrente, comuniquei logo ao Brigadeiro Bacelar a disposição que lhe dizia respeito, dirigindo o meu aviso a Abrantes, donde ele me havia ultimamente escrito; no dia seguinte lhe repeti o mesmo aviso, e foi o primeiro que ele recebeu, porque entretanto se tinha avançado, e se achava já na Golegã, tendo-se feito preparar rações e quartéis em Santarém, que se achava evacuada pelos franceses, como tudo se verifica dos ofícios que o Major Aires Pinto, a quem os remeto, apresentará a Vossa Excelência. Pode ser que o Brigadeiro não devesse adiantar-se até Santarém, mas achando-se na Golegã quando recebeu a notícia que lhe comuniquei, também me parece que não estava no caso de retroceder sem ordem expressa; havia porém suponho que ainda uma razão que o induziu a obrar assim. O povo de Santarém proclamou o Príncipe, e sublevou-se contra os franceses logo que eles evacuaram aquela vila. Aquele corpo, que depende do que eu comando, está por isso nas mesmas circunstâncias em que eu me considero a respeito de Vossa Excelência; ele há de defender aqueles povos se os franceses quiserem tomar vingança da sublevação de Santarém, e entretanto guardar a mais perfeita suspensão de hostilidades, que certamente não temos nenhuma ideia de romper, e que também suponho [que] se nos não podem fazer sem interessar o Exército britânico a que estamos unidos, e com o que havemos sempre obrar de acordo, e esperando que Vossa Excelência faça perceber ao General Junot que ele não pode considerar o Exército português como um Exército separado do Exército britânico; pois que ambos compõem um mesmo corpo. Aproveitarei com muita satisfação toda a ocasião que se me oferecer de mostrar a alta consideração com que sou de Vossa Excelência muito atento e fiel servidor.

Bernardim Freire de Andrada [sic].

Quartel-General da Lourinhã, 28 de Agosto de 1808.


[Fonte: Luís Henrique Pacheco Simões (org.), "Serie chronologica da correspondencia diplomatica militar mais importante do General Bernardim Freire de Andrade, Commandante em Chefe do Exercito Portuguez destinado ao resgate de Lisboa com a Junta Provisional do Governo Supremo estabelecido na cidade do Porto e o Quartel General do Exercito Auxiliar de S. Magestade Britanica em Portugal", in Boletim do Arquivo Histórico Militar - Vol. I, Lisboa, 1930, pp. 153-227, pp. 218-219 (doc. 48)].

Sem comentários:

Enviar um comentário