quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Carta do General Bernardim Freire de Andrade ao General Dalrymple (24 de Agosto de 1808)




Ilustríssimo e Excelentíssimo Senhor:

Em conformidade da disposição do Armistício estipulado entre o Exército inglês e o francêsque Vossa Excelência me comunica em data de ontem, tenho em data de hoje passado ordem para se suspenderem todos os movimentos de tropas do Exército da Beira, que obrava na margem direita do Tejo, e que na praça de Almeida se conservem as que se acham encarregadas do bloqueio daquela praça, para conservar interceptada a sua comunicação, sem poderem tentar algum outro projecto; e parecendo-me ter deste modo satisfeito ao que Vossa Excelência me insinua, tenho por esta ocasião a honra de dizer-me de Vossa Excelência muito atento e obrigado servidor.

Bernardim Freire de Andrade.

Quartel-General da Lourinhã, 24 de Agosto de 1808.


[Fonte: Luís Henrique Pacheco Simões (org.), "Serie chronologica da correspondencia diplomatica militar mais importante do General Bernardim Freire de Andrade, Commandante em Chefe do Exercito Portuguez destinado ao resgate de Lisboa com a Junta Provisional do Governo Supremo estabelecido na cidade do Porto e o Quartel General do Exercito Auxiliar de S. Magestade Britanica em Portugal", in Boletim do Arquivo Histórico Militar - Vol. I, Lisboa, 1930, pp. 153-227, p. 208 (doc. 36); existe uma tradução truncada desta carta em inglês, publicada originalmente in Copy of the Proceedings upon the Inquiry relative to the Armistice and Convention, &c. made and conclued in Portugal, in August 1808, between The Commanders of the British and French Armies, London, House of Commons Papers, 31st Jannuary 1809, p. 201 (doc. 96)].

Sem comentários:

Enviar um comentário