quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Carta do General Bernardim Freire de Andrade a Dalrymple (24 de Agosto de 1808)


Exigindo o meu dever, nas circunstâncias em que me acho, que eu ofereça à consideração de Vossa Excelência algumas observações sobre o Armistício ultimamente convencionado entre o Exército francês e o que Vossa Excelência comanda, envio para este efeito à presença de Vossa Excelência o Major Aires Pinto, que por suas qualidades pessoais e pela confiança que nele tenho, se faz digno desta comissão. As reflexões que ele é encarregado de expor a Vossa Excelência me parecem da última importância, e espero que Vossa Excelência, julgando-as [como] tais, se digne obrar em consequência delas, como pede a honra e o interesse de ambas as nações.
Deus guarde a Vossa Excelência.
Quartel-General da Lourinhã, 24 de Agosto de 1808.

Bernardim Freire de Andrada [sic].

[Fonte: Luís Henrique Pacheco Simões (org.), "Serie chronologica da correspondencia diplomatica militar mais importante do General Bernardim Freire de Andrade, Commandante em Chefe do Exercito Portuguez destinado ao resgate de Lisboa com a Junta Provisional do Governo Supremo estabelecido na cidade do Porto e o Quartel General do Exercito Auxiliar de S. Magestade Britanica em Portugal", in Boletim do Arquivo Histórico Militar - Vol. I, Lisboa, 1930, pp. 153-227, p. 202 (doc. 35). Originalmente, esta carta foi publicada em inglês, in 
Copy of the Proceedings upon the Inquiry relative to the Armistice and Convention, &c. made and conclued in Portugal, in August 1808, between The Commanders of the British and French Armies, London, House of Commons Papers, 31st Jannuary 1809, p. 201 (doc. 97)].

Sem comentários:

Enviar um comentário