quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Carta do General Dalrymple ao Tenente-Coronel Murray (25 de Agosto de 1808)



Ramalhal, 25 de Agosto de 1808.



Tenho a honra de incluir uma carta que entregareis ao Comandante em Chefe francêsComo o General Kellermann atribuiu, aparentemente, muita importância ao artigo relativo aos russos, e como tal excede inconveniente e desvantajosamente a obrigação do exército britânico em cumprir o acordo para uma suspensão ilimitada de hostilidadesinformareis Sua Excelência [Junot] que considero que o que acordei chegará ao fim às doze horas do meio-dia do dia 28.
No caso de que Sua Excelência manifeste um desejo de continuar as negociações para uma convenção sobre a base dos restantes artigos do acordo, autorizo-vos a negociá-la e a concluí-la, com aquele oficial que for nomeado pelo Comandante em Chefe do exército francês, sobre os termos especificados no memorando incluso, [convenção esta que será] sujeita à ratificação do Almirante [Cotton] e de mim próprio; e no caso de que acheis que Sua Excelência tem esta disposição em mente, estais autorizado, no caso de entrardes na negociação com estes poderes, a informar o Comandante em Chefe do exército francês de que não farei objecções a uma renovação do acordo para a suspensão de hostilidades para um período definitivo, a fim de permitir que os oficiais empregados concluam as negociações.
Tenho a honra de ser, etc., 

W. H. Dalrymple





__________________________________________________________


Nota:


Sobre o Tenente-Coronel George Murray, ver a nossa nota à primeira versão da Convenção para evacuação dos franceses de Portugal (de 28 de Agosto).

Sem comentários:

Enviar um comentário