quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Carta do Major Aires Pinto de Sousa ao General Bernardim Freire de Andrade (1 de Setembro de 1808)


Ilustríssimo e Excelentíssimo Senhor:




Fui pela manhã logo a casa do General em Chefe [Dalrymple]; disse-lhe que tinha algumas observações a fazer-lhe relativamente aos artigos da Capitulação que me havia mandado mostrar; porém, como eram alguma coisa importantes, que eu devia pô-las por escrito; disse-me que em tal caso me daria também por escrito a resposta; vim imediatamente para o Quartel; dirigi-lhe a carta (cujo borrão remeto a Vossa Excelência); foi o Capitão Malheiro levá-la, e achou que o General tinha partido sem se saber para onde; mando pois o mesmo a encontrá-lo aonde quer que o achasse a entregar-lhe o ofício acima dito; eu perco com efeito o fio à teia se isto assim contia, ainda que não perderei nunca a paciência, nem o desejo de poder justificar o conceito que se faz de mim, muito superior decerto à realidade das minhas forças; se o General inglês não me responder, estou decidido a ir eu mesmo buscar a resposta logo que saiba aonde; não mandando Vossa Excelência o contrário. Remeto essa carta para o Senhor Bispo, que eles me mandaram entregar; mas será bom que Vossa Excelência a acompanhe com alguma sua, que explique os termos do negócio e os esforços que se têm feito por salvar a dignidade nacional, comprometida já há bem tempo, Deus sabe por quem, e que agora certamente não lhe importa os que jogam de dentro; porque estou convencido que os verdadeiros portugueses são poucos. Tenha Vossa Excelência quanto deseja e lhe apetece este. 
De Vossa Excelência, súbdito o mais atento e obrigado,

Aires Pinto de Sousa.

Torres Vedras, primeiro de Setembro de mil oitocentos e oito.

[Fonte: Luís Henrique Pacheco Simões (org.), "Serie chronologica da correspondencia diplomatica militar mais importante do General Bernardim Freire de Andrade, Commandante em Chefe do Exercito Portuguez destinado ao resgate de Lisboa com a Junta Provisional do Governo Supremo estabelecido na cidade do Porto e o Quartel General do Exercito Auxiliar de S. Magestade Britanica em Portugal", in Boletim do Arquivo Histórico Militar - Vol. I, Lisboa, 1930, pp. 153-227, p. 226 (incluído no doc. 59)].

Sem comentários:

Enviar um comentário