quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Carta do General Bernardim Freire de Andrade ao General Arthur Wellesley (17 de Agosto de 1808)



Ilustríssimo e Excelentíssimo Senhor:

Recebendo neste momento a notícia de que os franceses se retiraram além de Rio Maior, e que por consequência se reconcentram no intuito de oferecerem resistência ao Exército de que eu não quero deixar de fazer parte por muita honra minha; amanhã me porei em marcha dirigindo-me ao Quartel-General de Vossa Excelência, aonde me acharei com a maior brevidade possível.
O General comandante da província da Beira, tendo descido a Castelo Branco com a força de três mil homens, responderá de Abrantes e Santarém, e com o socorro dos paisanos armados, animados de um excelente espírito, pode afiançar o sossego da província.
Da Praça de Almeida tive agora notícia de que na última sortida perderam os franceses os quarenta homens com que a fizeram, e que a guarnição fica reduzida a extremidades; apresso-me em levar a Vossa Excelência estas notícias agradáveis.
Deus Guarde a Vossa Excelência.
Quartel-General, 17 de Agosto de 1808.

Bernardim Freire d'Andrada [sic].

[Fonte: António Pedro Vicente, "Um soldado da Guerra Peninsular - Bernardim Freire de Andrade e Castro", in Boletim do Arquivo Histórico Militar, n.º 40, 1970, pp. 202-571, p. 448].

Sem comentários:

Enviar um comentário