terça-feira, 19 de julho de 2011

Carta do General Castaños ao Presidente da Junta de Sevilha (19 de Julho de 1808)



Sereníssimo Senhor: 

São cinco e meia da tarde e chega um Oficial parlamentário pedindo-me que mande o General Lapeña suspender as hostilidades enquanto o General Dupont conferencia com o General Reding. Neguei-o. Pouco depois, recebo uma carta do próprio General Lapeña, manifestando que pedem a capitulação; não lhes concedo outra que a de ser prisioneiros de guerra, permitindo ao General e Oficiais a sua espada e uma mala com roupa do seu uso, em virtude dos saques que praticaram nas nossas cidades, assegurando-lhes ao mesmo tempo que serão tratados com a mesma consideração (própria da generosidade espanhola) com que foi tratada a esquadra em Cádis. Enquanto comunico detalhes, saiba Vossa Alteza que tomámos canhões, feito prisioneiros, e numa palavra, que o General Dupont está cercado. 
Deus guarde a Vossa Alteza muitos anos.
Quartel-General de Andújar, às 6 da tarde do dia 19 de Julho de 1808.

Sem comentários:

Enviar um comentário