segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Ordem do Conde de Novion, Chefe da Legião de Polícia de Lisboa, ao Governador (francês) de Santarém (1 de Agosto de 1808)



Lisboa, 1 de Agosto de 1808. 


Senhor Comandante:

Uma partida de Cavalaria da minha Legião acaba de desertar com armas e bagagens, dirigindo-se talvez para Mafra ou Óbidos. Rogo-vos, da parte do Excelentíssimo Senhor Duque de Abrantes, que ponhais de emboscada alguns piquetes da vossa Infantaria, capazes de suspender esse reforço, que se encaminha para unir-se aos rebeldes, ou de aprisionar alguns para servirem de exemplo. Cuido que seria necessário mandar um grande piquete para a estrada de Óbidos, a fim de lhes embaraçar os passos, no caso de quererem entrar em Leiria, aonde naturalmente os esperarão. De resto, eu deixo tudo à vossa disposição para bem do serviço, e para tirar as forças aos nossos inimigos, pelo que vos ficarei em particular obrigação. Tenho a honra de vos cumprimentar com a mais alta estima. 

O Marechal de Campo, Governador das Armas e Chefe da Legião de Policia,
[Conde] de Novion

P.S.: Eles vão armados de pistolas; de seis cartuchos cada um, e a sua espada. 

Sem comentários:

Enviar um comentário