terça-feira, 30 de agosto de 2011

Carta do Tenente-Coronel Nicholas Trant a D. Miguel Pereira Forjaz (30 de Agosto de 1808)



Acampamento em Paúl, perto de Torres Vedras, 30 de Agosto de 1808, 3 horas da manhã.


Senhor:

Recebi a vossa carta datada das 8 horas da noite passada, na qual me comunicáveis o desejo do General Freire em que o destacamento que está prestes a marchar daqui com o objecto de se reunir ao corpo principal do Exército português debaixo do seu comando se dirija sem demora para Encarnação, no caminho de Mafra; desejaria consentir sempre com a vontade do General Freire, mas como a ordem que recebi do Comandante em Chefe do Exército britânico indicava expressamente a Ponte de Rol como a estação para onde eu conduziria o destacamento à primeira instância, penso que tenho o dever de fazer uma referência a esta nova decisão sua [de Bernardim Freire], antes de tomar sobre mim a alteração do destino original deste corpo. E em consequência desta demora, não estará em meu poder deixar o nosso presente acampamento tão cedo nesta manhã como esperava.
Tenho a honra de ser, Senhor, o vosso mais obediente e humilde servidor.

Trant

[P.S.] Se eu receber instruções para marchar para a Encarnação, não terei necessidade de enviar um aviso sobre isso ao General Freire, mas se receber ordens para passar a Ponte de Rol, dar-lhe-ei a informação necessária


[Fonte: Luís Henrique Pacheco Simões (org.), "Serie chronologica da correspondencia diplomatica militar mais importante do General Bernardim Freire de Andrade, Commandante em Chefe do Exercito Portuguez destinado ao resgate de Lisboa com a Junta Provisional do Governo Supremo estabelecido na cidade do Porto e o Quartel General do Exercito Auxiliar de S. Magestade Britanica em Portugal", in Boletim do Arquivo Histórico Militar - Vol. I, Lisboa, 1930, pp. 153-227, p. 220 (doc. 52)].

Sem comentários:

Enviar um comentário