sábado, 6 de agosto de 2011

Carta do General Wellesley para o Tenente Coronel Nicholas Trant (6 de Agosto de 1808)



Lavos, 6 de Agosto de 1808 


Meu caro Senhor: 

Recebi às três da manhã a vossa carta do dia 5. Deverei encontrar-me amanhã às doze horas com o General Freire, em Montemor[-o-Velho]. 
Tive receio que os espanhóis que estavam no Alentejo iriam sofrer, por ter sido informado que um destacamento francês atravessara o Tejo, embora ao mesmo tempo tivesse a esperança de que este não conseguisse fazer nada de importante; mas depois fui informado que o mesmo destacamento afinal regressou antes do dia 31. Espero agora que os espanhóis se tenham retirado a tempo, e que tenham perdido somente a sua retaguarda. 
Não há nada tão insensato como fazer avançar estas tropas [portuguesas] semi-disciplinadas, pois a consequência inevitável seria a sua retirada antecipada e precipitada, se o inimigo avançasse, ou mesmo a sua inevitável destruição. Estou determinado a não mover um homem do meu exército até que esteja completamente preparado para sustentar qualquer destacamento que possa enviar para diante; e, por esta razão, recuso-me a enviar quaisquer tropas para Leiria, como resposta a várias requisições que me foram feitas por um comissário português, que as pediu para protecção, e que seriam utilizadas, como disse ele, para reunir os abastecimentos para as tropas britânicas, que provavelmente cairiam nas mãos do inimigo, se não fossem sustentados. 
Recusei-me terminantemente a enviar para diante qualquer destacamento ou qualquer pessoa até que seja capaz de garantir a sua protecção, e deverei mandar alguém com tempo suficiente para assegurar tudo o que exército possa necessitar, ou o que Leira possa fornecer. É assim lamentável que este senhor tenha sido enviado até mim, particularmente se a consequência for a perda dos abastecimentos que, doutra forma, Leiria poderia fornecer. 
Acreditai em mim, etc. 

Arthur Wellesley 

[Fonte: Lieut. Colonel Gurwood (org.), The Dispatches of Field Marshal the Duke of Wellington, K. G. during his various campaigns in India, Denmark, Portugal, Spain, the Low Countries, and France, from 1799 to 1818 – Volume Fourth, London, John Murray, 1835, p. 50].

Sem comentários:

Enviar um comentário