quinta-feira, 21 de julho de 2011

Carta do General Castaños à Junta de Sevilha, sobre a derrota do exército de Dupont na batalha de Bailén (21 de Julho de 1808)


Sereníssimo Senhor: 

Tenho a satisfação de participar a Vossa Alteza a completa vitória conseguida depois da batalha de Bailén. O General Dupont e toda a sua divisão, com armas, artilharia, bagagens, etc., são prisioneiros de guerra. As demais [forças francesas] que não entraram em acção, ainda que não sofram esta sorte, são compreendidas na capitulação e obrigadas a voltar à França por mar, de modo que não fica um francês na Andaluzia. Os detalhes em geral serão comunicados pelo meu sobrinho o Coronel D. Pedro Agustín Giron, Ajudante General de Infantaria, e enquanto não chegam as notícias circunstanciadas de tudo, saiba Vossa Alteza que o valor das tropas e dos oficiais, a sua constância, sofrimento e privações, correspondem à justa opinião que o exército merece a Vossa Alteza, e ao juízo que formo do seu patriotismo e zelo pela causa pública. 
Atrevo-me a exigir a Vossa Alteza para que cumpra por mim o voto que havia feito de dedicar esta acção ao glorioso S. FERNANDO. 
Deus guarde a Vossa Alteza por muitos anos. 
Quartel-General de Andújar, 21 de Julho de 1808. 

Francisco Xavier de Castaños 

Sem comentários:

Enviar um comentário