segunda-feira, 20 de junho de 2011

Carta do Almirante Charles Cotton ao General Galluzo, Presidente da Suprema Junta de Badajoz (20 de Junho de 1808)



Navio de Sua Majestade Britânica Hibernia, em frente de Lagos, 20 de Junho de 1808. 



Senhor: 

Tenho a honra de acusar a Vossa Excelência o recibo da sua carta do dia 11 do mês corrente, por um correio que desempenhou perfeitamente o seu dever e que me alcançou hoje, não tendo omitido quantas diligências fez da sua parte para o dito fim. 
Ele levará às mãos de Vossa Excelência uma nota dirigida aos bravos espanhóis separados dos que estão nos arredores de Lisboa, noticiando-lhes o estado dos seus animosos compatriotas naquela cidade, e prevenindo-os contra tamanha traição. 
Ademais disto, permita-me Vossa Excelência que lhe assegure que plenamente imposto da magnitude do grande e glorioso esforço que a Espanha está fazendo presentemente para suster o seu legítimo Monarca e resistir à mais execrável perfídia e injusta opressão, tomou-me o mais vivo interesse pelo seu bom êxito; e a esquadra que comando dará qualquer género de auxílio que possa ser dado para suster uma causa tão justa e honorífica; da qual tive eu a honra de informar aos Senhores da Real Junta de Sevilha, através dum oficial espanhol que me enviaram, e que partiu daqui, regressando a Sevilha, no dia 11 do corrente mês; assegurei-lhes e pedi-lhes para assegurarem a Vossa Excelência a favorável disposição de Sua Majestade Britânica em assistir a todo o esforço feito sob virtuosos princípios, de modo a restabelecer a independência da Monarquia espanhola e por último a independência da Europa. 
Celebro com grande prazer esta ocasião para assegurar a Vossa Excelência o grande apreço e respeito com que tenho a honra de ser, Senhor, de Vossa Excelência o mais obediente e humilde servidor. 

C. Cotton. 



Sem comentários:

Enviar um comentário