quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Little Nap. The Great in a Hobble; or Unwelcome Messengers, alias Job's Comforters, caricatura de T. P. (Agosto de 1808)




Pequena distracção. O Grande em dificuldades; ou mensageiros importunos, aliás consoladores de Job. 
Caricatura de T. P., publicada por Walker em Agosto de 1808.


Esta caricatura é uma sequela de Thieves robbing ready furnished lodgings..., e é inspirada numa caricatura que James Gillray publicou em 1806, intitulada News from Calabria! Capture of Buenos Ayres!... (cujo motivo central já antes tinha servido de inspiração a Isaac Cruikshank para uma sátira sobre a entrada das tropas napoleónicas em Lisboa). 
Vários mensageiros com feições grotescas correm em direcção a Napoleão, trazendo consigo más notícias. Na frente do Imperador, na extrema direita da gravura, um dos mensageiros anuncia que os austríacos têm 3.000.000 homens prontos para a acção debaixo das ordens do Arquiduque Carlos. Outro exibe papéis com os seguintes títulos: Suecos e russos pacificam-se10.000 espanhóis abrem caminho entre franceses na Dinamarca - Com armas, munições, canhões, etc. [alusão às tropas do Marquês de la Romana]; Levantamento em Westfália. Napoleão, irritadíssimo com estas notícias, perde o chapéu, desembainha a espada e dá um pontapé nas nádegas dum destes mensageiros, enquanto grita Fora, escravos ordinários!! Sois todos mentirosos!!! E o Moniteur irá prová-lo. Negando os factos que lhe são comunicados, Napoleão pisa um papel dizendo Liberdade de Imprensa, enquanto sustenta um número do Moniteur que anuncia que o Rei José [foirecebido em Madrid com regozijo e iluminações e que garante que não existe nenhuma guerra com a Áustria. Contudo, pelo sim, pelo não, Napoleão é escoltado por um hussardo, em cujo chapéu está desenhada uma caveira sobre dois ossos cruzados, como que indicando o futuro próximo do Imperador, cercado de perigos. 
De facto, Napoleão não só quer ignorar aquelas notícias (algumas reais, outras apenas rumores e boatos), como parece não aperceber-se do que se passa atrás de si. Um mensageiro, vindo da Espanha, está prestes a alcançá-lo com mais notícias desfavoráveis, a julgar pelos títulos que ostenta:  Dupont, Bessieres, Moncey e Exércitos aniquilados. Nenhum francês permanece na Espanha. Tomados 3000 cavalos! 10.000 mosquetes! 75 carros. Um pouco mais atrás, aparece também correndo um outro mensageiro que indica que o Rei Zé fugiu de Madrid e despojou-a de todos os bens. Atrás destes mensageiros vê-se o Exército francês fugido de Madrid, carregado com as suas pilhagens, e um pouco mais à frente José Bonaparte, que segura uma mitra, um cobertor, um saco e um crucifixo (como na caricatura Thieves robbing ready furnished lodgings...), e que exclama, preocupado: Como enfrentarei Napoleão? Ai de mim, pobre Zé! 
Finalmente, no canto superior direito surge um demónio, que chama Napoleão: Vinde, Boney. Serei o único amigo que vos restará.


Outra digitalização:


Sem comentários:

Enviar um comentário