terça-feira, 12 de julho de 2011

The Corsican Spider in his Web!, caricatura de Thomas Rowlandson (12 de Julho de 1808)



A aranha corsa na sua teia!
Caricatura de Thomas Rowlandson, publicada a 12 de Julho de 1808.


No centro da sua teia, a aranha-Napoleão (em cujo dorso tem a inscrição ambição ilimitada) está prestes a engolir um par de moscas espanholas (Carlos IV e Fernando VII), enquanto reserva para melhor ocasião todas as outras moscas que se deixaram agarrar: umas são moscas pequenas e inumeráveis (alusão à Confederação do Reno?), enquanto outras, maiores, representam a Áustria, Holanda, Hanover, Prússia, Hamburgo, Veneza, Itália, Etrúria... A "mosca" portuguesa, que se encontra afastada do centro da teia, é nada menos do que uma garrafa (de Porto?) com asas... A mosca papal, também na periferia, afirma que tem medo de ser arrastada para o interior da teia... A mosca russa, presa somente pelas suas patas dianteiras, declara que já estava semi-agarrada quando se apercebeu... As únicas moscas que ainda não caíram na teia são a turca, que diz que tem medo de ser a próxima, e a inglesa, que se dirige em tom provocatório à aranha-Napoleão, afirmando que esta poderá observá-la, mas não a conseguirá agarrar

Sem comentários:

Enviar um comentário