quinta-feira, 15 de março de 2012

Nota



Alerto aos visitantes e seguidores deste blog que parei temporariamente a ordem cronológica que estava a seguir para passar a publicar diversos documentos anteriores a 11 de Setembro de 1808, data dos que aparecem na página inicial, e que podem erroneamente dar a impressão que não tenho publicado nada há vários meses. 
Na verdade, nos últimos tempos transcrevi, traduzi e publiquei uma série de documentos, todos eles produzidos antes de 11 de Setembro de 1808. Continuarei esta tarefa até que a tenha mais adiantada, pelo que ainda tardarei algum tempo até publicar documentos posteriores à data acima referida. Entretanto, aviso os interessados que os documentos principais que tenho publicado são os seguintes: 

1. Mais de uma centena de cartas trocadas entre personalidades como o General Bernardim Freire de Andrade e o seu Ajudante de campo, o Bispo do Porto, Wellesley, Dalrymple, etc., correspondência esta que faz parte dum importante corpo documental intitulado "Serie chronologica da correspondencia diplomatica militar mais importante do General Bernardim Freire de Andrade, Commandante em Chefe do Exercito Portuguez destinado ao resgate de Lisboa com a Junta Provisional do Governo Supremo estabelecido na cidade do Porto e o Quartel General do Exercito Auxiliar de S. Magestade Britanica em Portugal", publicado originalmente nos dois primeiros volumes do Boletim do Arquivo Histórico Militar. Alguns destes documentos encontram-se repetidos (na língua original ou traduzidos) na actas referidas no ponto seguinte.

2. Diversas dezenas de documentos publicados originalmente nas actas do processo dos Generais britânicos responsáveis directa e indirectamente pela chamada Convenção de Sintra (Cf. entre outras edições, Copy of the Proceedings upon the Inquiry relative to the Armistice and Convention, &c. made and conclued in Portugal, in August 1808, between The Commanders of the British and French Armies, London, House of Commons Papers, 31st Jannuary 1809). 

3. Vinte e cinco documentos relacionados com a missão do naturalista francês Geoffroy Saint-Hilaire a Portugal, durante o contexto da primeira invasão francesa.

4. Várias caricaturas, sobretudo de autores ingleses, relacionadas e produzidas durante o contexto da Guerra Peninsular. Este último ponto será aumentado consideravelmente nos próximos tempos.


Para qualquer dúvida, sugestão, correcção ou esclarecimento, podem contactar-me para edgarcavaco@gmail.com

9 comentários:

  1. Caro amigo, só hoje é que vi esta nota, pensava que tinha interrompido as publicações. Tem tido um trabalho hercúleo que espero seja apreciado por todos que se interessam pelo tema. Pessoalmente agradeço-lhe pois consegui aceder a alguns documentos que doutra forma não me seria possivel.
    Muito obrigado.

    Cumprimentos
    Moisés Gaudêncio

    ResponderEliminar
  2. A propósito deixei uma chamada de atenção para o seu blog no grupo do Facebook «Forum Napoléonico» do qual são membros várias pessoas interessadas nas invasões e guerra peninsular.

    Moisés

    ResponderEliminar
  3. Caro Moisés:

    Obrigados pelos comentários. Aproveito também para agradecer-lhe pelo facto de ter sido um comentário seu no forum The Napoleon Series que me levou a procurar e a publicar (ainda não completamente) a documentação aí referida. Trata-se indubitavelmente de uma fonte inestimável para compreender o que se passou durante aquele verão de 1808, e espero que a sua publicação por aqui possa de alguma forma contribuir para que se torne mais conhecida, dado que raramente aparece citada nas publicações recentes sobre este período. A fim de facilitar o acesso aos mais de cem documentos aí inseridos, tenho a intenção de mais adiante publicar o respectivo índice.

    Cumprimentos,
    Edgar

    ResponderEliminar
  4. Obrigado pela nota. Já tinha estranhado a ausência de posts. Espero que continue o excelente trabalho qe tem feito.
    Vou também seguir o Forum Napoleonico.

    Cumprimentos,

    José Martinho

    ResponderEliminar
  5. Bom dia.
    Meu nome é Sara Seydak e sou uma pesquisadora recente sobre as Invasões Francesas. Moro em Oeiras e interesso-me por todos os assuntos relativos a Portugal durante esse período histórico, tendo mesmo criado um blog onde coloco periódicamente informações que vou encontrando.
    Mais recentmente, coloquei-me a questão sobre quais os regimentos Franceses que estiveram em Oeiras, também porque encontrei infomação sobre alguns regimentos ingleses que estiveram em Porto Salvo.
    Pesquisei vários documentos, incluíndo os arquivos militares, mas não encontrei nada que me esclarecesse essa questão. A maior parte apenas se refere "aos frenceses".
    Não estou, de maneira alguma, a dizer que tenha lido tudo o que há para ver nos arquivos militares! Encontrei, contudo, um muito interesante, sobre a localização de um hospital para as tropas francesas na freguesia de S. Julião da Barra datado de 1808, mas infelizmente, a letra está bastante ilegível.
    Gostaria de pedir ajuda, nesta minha problemática: Quais foram os regimentos franceses que ocuparam os fortes ao longo do rio tejo, nomeadamente o de S. Julião e o do Bugio? Havia mais regimentos franceses em Oeiras para além desses? E onde é que posso encotrar mais informação sobre o assunto.
    Agradecida,
    Sara Seydak.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom dia,

      Parabéns pelo seu blog, desconhecia-o mas pelo que vejo é bastante interessante.
      Em relação às suas questões, vou responder como posso, pedindo antes desculpa pela demora na resposta.
      Junot informou Napoleão, mal chegou a Lisboa, que tinha enviado para o forte de S. Julião o 2.º batalhão do Regimento n.º 70, enquanto o 1.º batalhão iria para Cascais. (veja a seguinte entrada: http://asinvasoesfrancesas.blogspot.com.es/2009/11/entrada-de-junot-em-lisboa.html). O que não lhe posso garantir é que estas tropas se tenham mantido sempre nas mesmas guarnições, sendo possível que tenham sido revezadas quando Junot recebeu mais reforços. Em relação ao forte do Bugio, penso ter lido algures que não foi ocupado numa primeira fase, devido à sua situação demasiado exposta, mas parece certo que foi ocupado posteriormente, pois a sua evacuação foi um dos pontos tratados em várias cartas inglesas que já publiquei aqui (ademais de também constar no texto da chamada Convenção de Sintra). Infelizmente, tanto neste caso como no de Oeiras não me consta mais informação em relação aos regimentos franceses que guarneciam essas posições. É possível que encontre mais informação acerca deste assunto nos volumes publicados da História Orgânica e Política do Exército Português de Cristóvão Ayres Sepúlveda (Coimbra, Imprensa da Universidade, 1932). Como vive perto de Lisboa poderá consultar esta obra por exemplo na BN.
      Se tiver outras dúvidas disponha.

      Cumprimentos,
      Edgar

      Eliminar
  6. Bom dia.
    Agradecida pela resposta. Realmente já havia encontrado essa mesma informação entretanto, nos livros escritos por Acúrsio das Neves, Histórial Geral das Invasões Francesas, disponível no google books. É no tomo 1, num dos capítulos finais que se encontra a informação que foi o 70eme que se estabelceu no forte de S. Julião da Barra. Ainda não li o seguimento desta História Geral; talvez haja mais informações, já que foi escrita logo após as invasões francesas.
    Cumprimentos,
    Sara Seydak.

    ResponderEliminar
  7. Cara Sara:

    Tenha em conta que uma das fontes que Acúrsio das Neves utilizou para compor a obra que referiu foi precisamente o conjunto das cartas de Junot a Napoleão, as quais foram tomadas aos franceses depois da batalha do Vimeiro. A obra que lhe referi do Cristóvão Aires foi a primeira que publicou essas cartas, na sua língua original (francês), as quais foram traduzidas para português e publicadas mais recentemente com o título "Diário da I Invasão Francesa", pelos Livros Horizonte. Se não conhece esta obra adquira-a, porque penso que é de leitura fundamental para quem se interessa por este período. Entretanto hei de revê-la com mais atenção para ver se Junot adianta algo mais acerca do que me perguntou. Depois digo-lhe algo. Escreva-me por favor para o meu email: edgarcavaco@gmail.com

    Cumprimentos,
    Edgar

    ResponderEliminar
  8. Hello ! It's me again. I don't know if you shall visit my blog again, so i just want to notify you that " Steve Roach - Journey of one (2012) " is a very fine one and that you can buy it on-line on Steve's site. that's what I did.
    Sometimes the discs arrive in mailbox with dedicaces !
    Greetings from France Invader ;-)

    ResponderEliminar