quinta-feira, 21 de abril de 2011

Edital de Jean-Jacques Magendie, Comandante em Chefe da Marinha, mandando recolher todo o tipo de armas no Arsenal da Marinha (21 de Abril de 1808)




Lisboa, 21 de Abril.


J. J. Magendie, Capitão de Mar e Guerra, Oficial da Legião de Honra e Comandante em Chefe da Marinha de Sua Majestade Imperial e Real. 

Em consequência das ordens que recebi de Sua Excelência o General em Chefe Duque de Abrantes, Governador de Paris e do Reino de Portugal: 

Faço aviso aos senhores negociantes, homens de loja, e em geral a todos os habitantes desta cidade, [para] que façam transportar ao Arsenal da Marinha de Sua Majestade Imperial e Real todas as peças de artilharia e pólvora, armas de fogo e armas brancas que tenham em seu poder, a fim de armar os seus navios ou para comerciar; para serem depositados até que obtenham licença para a saída dos seus navios; ou até que Sua Excelência o Duque de Abrantes ordene o contrário. 

Dar-se-há um recibo do depósito, assinado pelo senhor Manuel de Sousa Ferreira, chefe dos movimentos do Porto, o qual será aprovado pelo Comandante em Chefe da Marinha. 

Os senhores negociantes, homens de loja e todos aqueles que não fizerem a sua declaração no fim de seis dias ao chefe dos movimentos do Porto, ficam sujeitos a ser presos, e castigados segundo as Leis. 

J. J. Magendie


[Fonte: Suplemento à Gazeta de Lisboa, n.º 16, 22 de Abril de 1808].


Sem comentários:

Enviar um comentário